Parto de gata: 10 dúvidas respondidas sobre esse momento especial



Seja porque você planejou ou porque não conseguiu manter sua bichana em casa durante o cio, é provável que, em algum momento, gatas não castradas fiquem prenhes. Embora seja um processo natural, é importante que o tutor saiba reconhecer os sinais de gravidez para atender às necessidades da bichana e não ficar surpreso durante o parto de gata.


Para ajudá-lo nessa missão, a seguir, contamos com a ajuda da médica-veterinária da Petz, Dra. Larissa Seibt, para responder as 10 dúvidas mais comuns sobre parto de gata.


1. Como saber que uma gata está prenhe?


Essa é uma dúvida importante, que permite ao tutor se preparar para o parto de forma adequada. De acordo com a Dra. Larissa, os primeiros sinais começam a aparecer a partir de 15 dias de gravidez. A veterinária diz que “os mamilos da gata tendem a aumentar de tamanho e a ficar avermelhados. A barriga começa a crescer, e o apetite aumenta”.


O comportamento também fica diferente, quando estão prenhes, as gatas costumam ficar mais carentes. Mas, atenção! A única forma de saber com certeza que uma gata está grávida é levando-a ao veterinário. Afinal, algumas doenças apresentam sintomas semelhantes.


Além de realizar um ultrassom, é muito importante ter um médico acompanhando o pré-natal para garantir a segurança da gata e dos filhotes.


2. Quanto tempo dura a gestação dos gatos?


Uma vez que a gravidez é confirmada, é bom já começar a se preparar para o parto de gata! A gestação é rápida, sua duração varia de 63 a 67 dias.


3. Como perceber se o parto está próximo?


Fazer o acompanhamento pré-natal e ficar de olho no calendário pode ajudar o tutor a saber quando o parto está se aproximando. Mas, a gata também dá alguns sinais de que o momento está chegando: recusa alimentos, procura locais isolados e fica mais inquieta entre 12 a 24 horas antes do parto.


Imediatamente antes do nascimento dos filhotes, a gata também poderá vocalizar com mais intensidade, ficar ainda mais agitada e se limpar com mais frequência. A partir daí, começam as contrações abdominais, seguidas de muito líquido vaginal. “Se a coloração desse líquido for preta ou sanguinolenta, procure o quanto antes a ajuda de um veterinário”, alerta a especialista.


4. É preciso preparar um ambiente adequado?


As gatas prenhes procuram lugares quentes e tranquilos para o parto, mas não custa nada dar a elas uma mãozinha! Por isso, procure deixar um cômodo sossegado da casa equipado com um abrigo quentinho (como caixa de papelão com cobertores), assim como água corrente e alimentos.


Por outro lado, evite interferir muito nessa fase. Segundo a Dra. Larissa, a intervenção humana no parto de gata deve ser mínima ou inexistente, a menos que alguma ajuda seja de fato necessária.


5. Quanto tempo dura o parto de gata?


Uma das questões que mais causam dúvidas sobre parto de gato é quanto tempo dura. Mas, assim como o tempo de gestação varia de pet para pet, a duração do parto também não é sempre a mesma. Contudo, como regra geral, a duração não costuma ser inferior a 5h nem superior a 12h.


Caso já tenha passado muito tempo, e você suspeite que o parto ainda não tenha terminado, procure um veterinário.


6. Qual é o intervalo médio entre o nascimento dos filhotes?


Além da duração do parto, fique atento também ao intervalo entre o nascimento de cada filhote: em média, ele varia de 30 minutos à uma hora. Intervalos muito longos sugerem que pode algo pode estar errado e necessita de intervenção veterinária.


7. Quando o tutor deve intervir ou buscar auxílio para o parto?


O ideal é que o tutor interfira o mínimo possível no parto. No entanto, procure ajuda veterinária se acontecer quaisquer complicações no parto de gatos, ou se a bichana apresentar alguns destes sintomas: secreção sanguinolenta ou de coloração preta, contrações exageradas sem expelir os filhotes, sofrimento ou ansiedade.


Depois do parto, fique atento se a gata se recusar a lavá-los, a cuidar do cordão umbilical e dos restos placentários, ou se ela demonstrar um comportamento agressivo com filhotes. Nesses casos o tutor também deverá intervir.


8. Como saber se o parto terminou?


Fazer o acompanhamento pré-natal, com exames de imagens, é a forma ideal de como saber se ainda tem filhotes para nascer do gato. Afinal, você saberá, previamente, o número exato de filhotes da ninhada.


Mas, caso ele não tenha sido realizado, a Dra. Larissa diz que também é possível avaliar as atitudes da bichana. E, orienta que, “quando o parto termina, as gatas costumam se dedicar aos filhotes, lambendo-os e verificando se estão se alimentando”.


9. Quais são os cuidados do pós parto?


Uma vez que o parto de gata tenha chegado ao fim, continue de olho na bichana e nos filhotes! Os momentos do pós parto de gato são muito importantes. Por isso, repare se a gata está se alimentando bem, bebendo água, se locomovendo sem dificuldade, se apresenta secreção vaginal e qual a característica dessa secreção.


Em relação aos filhotes, veja se estão mamando adequadamente, sendo estimulados a defecar e a urinar e se estão sendo mantidos aquecidos. Em caso de qualquer comportamento ou sinal atípico, procure um veterinário.


10. O parto de gata sempre é normal?


Em geral, o parto normal é o mais indicado. Mas existem exceções em que o veterinário pode, sim, recomendar uma cesariana, como quando há identificação de filhotes mortos dentro do útero da bichana, posicionamento inadequado dos filhotes ou presença de filhotes muito grandes em relação ao tamanho da mãe.




Fonte: Parto de gata: 10 dúvidas respondidas sobre esse momento especial Petz, 2019. Disponível em: <https://www.petz.com.br/blog/pets/gatos/parto-de-gata/>.


Nossas redes sociais

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco

Endereço

Rua Albion, 632 

Lapa​​, São Paulo

CEP 05077-130

Contato

(11) 3462-8243

sac@petstick.com.br

Funcionamento

Segunda a sexta das 8h as 17h

By Amanda Belucio Godoi

Gtrade Importação e Comércio LTDA. | CNPJ: 16.800.676/0001-08